O Edifício-Monumento está fechado para obras de restauro e modernização

Instruções aos autores

Escopo e política

1. Os Anais do Museu Paulista são uma publicação do Museu Paulista da Universidade de São Paulo. O recebimento de artigos tem fluxo contínuo, mas cabe aos editores responsáveis, juntamente com a Comissão de Publicações, a decisão referente à oportunidade da publicação das contribuições recebidas bem como a escolha da seção em que o mesmo será inserido.

2. A publicação de artigos dependerá da observância das normas editoriais e dos pareceres do Conselho Editorial, Comissão de Publicações e/ou assessores ad hoc. Todos os pareceres têm caráter sigiloso e imparcial.

3. O conteúdo dos artigos publicados é de inteira responsabilidade dos autores.

4. Os Anais do Museu Paulista publicam artigos teóricos e monográficos que tenham como eixo as práticas sociais intermediadas pela materialidade e tratadas como questões históricas. A revista possui seis seções: Debates, Estudos de Cultura Material, Museus, Documentação, Bibliografia, Conservação e Restauração. A seção Debates apresenta trabalhos de natureza conceitual e metodológica ou balanços temáticos que são potencialmente polêmicos. O texto-base é acompanhado de comentários e da resposta do autor convidado. A seção Estudos de Cultura Material é a única constante, com artigos focalizando essa temática a partir de múltiplos enfoques disciplinares, advindas, por exemplo, da História, Antropologia, Arqueologia, História da Arte, Arquitetura, Urbanismo, Geografia, Sociologia. A seção Museus apresenta artigos que integram a abordagem do campo da cultura material aos contextos específicos dos Museus e da Museologia, como questões curatoriais ligadas a exposições, estudos de público, sistemas documentais, colecionismo institucional, práticas educativas, etc. A seção Conservação e Restauração reúne trabalhos que exploram pesquisas e técnicas inovadoras na recuperação de fontes documentais, especialmente objetos, edificações, paisagens e iconografias. A seção Documentos acolhe artigos que problematizam a organização e abordagem de fontes materiais, visuais e textuais, que receberam tratamento nos museus ou instituições afins. A seção Bibliografia dá grande ênfase a balanços bibliográficos, além de publicar resenhas críticas.

5. Só serão aceitos os artigos entregues segundo as normas explicitadas.

 

Preparação e envio de originais

O artigo deverá:

1. Ser inédito e destinar-se exclusivamente à revista Anais do Museu Paulista. São aceitas versões substancialmente ampliadas e reelaboradas de trabalhos publicados em anais de eventos científicos.

2. Limitar-se a um máximo de 50 laudas digitadas (sem as ilustrações, notas e bibliografias). Tal limite poderá ser flexibilizado por decisão editorial.

3. Ser escrito em português, inglês, francês ou espanhol.

4. Ser elaborado em fonte Times New Roman, corpo 12 e numeração consecutiva das páginas  e enviado por meio eletrônico, em dois arquivos PDF:

4.1 O primeiro arquivo deve conter uma página com título do artigo, nome do autor, instituição à qual se vincula, endereço, endereço eletrônico e indicação de subvenção por agência de fomento à produção científica, quando houver. 

4.2 O segundo arquivo deve conter o artigo de forma anônima, apresentando seu título, resumo (com máximo 250 palavras), palavras-chave (de três a seis), título em inglês, abstract e key-words. Caso o artigo não esteja em português ou inglês, acrescentar resumo e palavras-chave na língua original do texto. Os autores devem evitar qualquer menção de autoria nas notas de rodapé, de modo a garantir o sigilo de autoria e imparcialidade dos pareceristas.

5. Posicionar as chamadas de figuras diretamente no corpo do texto, entre parênteses, ex: “......conforme é possível ver na alça do bule (Figura 1).” . A numeração deverá ser sequencial e sem indicações decimais. Todas as figuras deverão vir acompanhadas de suas respectivas legendas e indicação de origem das imagens, exs: Figura 1 – Pedro Américo de Figueiredo e Mello. Independência ou Morte, 1888, óleo sobre tela, 7.660x4.150cm, acervo do Museu Paulista da Universidade de São Paulo. Reprodução de Helio Nobre; Figura 2 – Vista parcial do Viaduto do Chá, 2014. Fotografia do autor. A responsabilidade de obtenção dos direitos de reprodução (copyright) cabe exclusivamente aos autores. As devidas autorizações deverão ser enviadas à Editoria de Anais do Museu Paulista, acompanhadas de uma carta assinada pelo autor na qual se declara responsável pela publicação das imagens.

6. Referências: Apresentar ao final do texto as referências bibliográficas e documentais citadas. Tais referências devem ser listadas em ordem alfabética. As referências seguem a normalização da NBR 6023 (ABNT), que deverá ser consultada para outros tipos de documentos não exemplificados nas Instruções aos Autores. 

6.1 - Citação de autor em Referências

Indicar os autores pelo último sobrenome, em maiúsculas, seguido do prenome e demais sobrenomes por extenso; quando houver mais de um autor, serão separados por ponto-e-vírgula, seguido de espaço.

Exemplos: AMARAL, Aracy Abreu. [...] (1 autor)

GERODETTI, João Emílio; CORNEJO, Carlos. [...] (2 autores)

HOLANDA, Sérgio Buarque de ; DURAND, José Carlos; BRUNO, Ernani da Silva. [...] (3 autores)

AMERICANO, Jorge, et. al. (4 autores ou mais)

6.2 - Artigo de Periódico

CAMPOS, Eudes. Nos caminhos da Luz, antigos palacetes da elite paulistana. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 13, n. 1, p.11-57, jan.-jun. 2005.

6.3 - Livro

BREFE, Ana Cláudia Fonseca. O Museu Paulista: Affonso de Taunay e a memoria nacional 1917-1945. São Paulo: Editora da Unesp; Museu Paulista da USP, 2005.

[subtítulos não apresentam itálico]

6.4 - Capítulo de Livro

RODGERS, Sylvia. Women's Space in a Man's House: the British House of Commons. In: ARDENER, Shirley (ed.). Women and space. Ground rules and social maps. Oxford: Berg, 1997. p. 46-69.

[palavras de título em inglês devem sempre iniciar-se com letras maiúsculas, salvo artigos e conjunções].

6.5 - Capítulo de Livro, com mesmo autor para o livro e capítulo.

SAMARA, Eni de Mesquita. Mão-de-obra feminina, oportunidades e mercado de trabalho, no Brasil do século XIX. In: ______. As idéias e os números do gênero. Argentina, Brasil e Chile no século XIX. São Paulo: Hucitec; Cedhal; Vitae, 1997. p. 23-61.

6.6 - Trabalho publicado em Evento

BUENO, Beatriz P. Siqueira. Questão fundiária e imobiliária na história da cidade colonial e imperial: estudo comparativo de São Paulo e Santos. In: SEMINÁRIO DE HISTÓRIA DA CIDADE E DO URBANISMO, 9, São Paulo, Anais... São Paulo: FAU-USP, 2006.

6.7 - Tese (Doutorado) ou Dissertação (Mestrado)

CABRAL, Edson. Análise das alterações climáticas da cidade de São Paulo (1887-1995) no contexto da expansão de sua mancha urbana. 1997. 278 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.

6.8 - Textos traduzidos

BARTHES, Roland. O sistema da moda. Tradução por Lineide do Lago Salvador Mosca. São Paulo: Nacional; Edusp, 1979.

7. Notas de rodapé: deverão ser feitas indicando-se o nome completo do autor, seguido de ano de publicação do livro e indicação da(s) página(s). Em caso de citação de título sem autor, indicar as três primeiras palavras do título, seguido de reticências. Em caso de coincidência de ano de publicação de obras de mesmo autor, indicar letra sequencial em minúscula. Caso haja uma remissão a ideias de uma publicação, indicar: Ver Ernani da Silva Bruno (1954b, p. 127); caso haja uma remissão a conteúdo transcrito de uma publicação, indicar: Cf. Ernani da Silva Bruno (1954a, p. 99-100)

Anais do Museu Paulista não acolhem referências americanas no corpo do texto.

8. Títulos de obras citados no corpo do texto, em notas e em referências serão apresentadas em itálico; transcrições de trechos de documentos ou obras bibliográficas serão citadas entre aspas, em fonte normal, sem itálico; palavras em língua estrangeira devem ser grafadas em itálico.

9. Em caso de aprovação para publicação, as imagens devem ser enviadas individualmente, pr meio eletrônico, em arquivos digitais de alta resolução, com resolução mínima de 300dpis, com medida mínima 15 x 18cm (extensão TIF ou versão compactada no formato JPG). Imagens geradas em câmeras digitais devem ter no mínimo 2.048 x 1.536 pixeles.

10. Anais do Museu Paulista reserva-se o direito de diagramar os artigos de acordo com o seu padrão gráfico e de imprimir ilustrações a cores ou em preto e branco, conforme conveniência da revista.

 

Os artigos devem ser enviados para o email: anaismp@usp.br.